Mães de primeira viagem: Marsupio sim ou não?


Foto retirada no Google Images


Na altura de comprar os artigos para o nosso bebe, somos literalmente bombardeados com informações , panfletos, catálogos, com milhares de artigos de puericultura. Se por um lado é bom, pois temos opções de escolha, por outro acabamos por não saber qual a melhor opção para nós, principalmente para as mamas de primeiras viagem. Acabamos então optar por decisões que nem sempre são as mais indicadas, e como resultado transformamos a nossa casa numa autentica loja de puericultura. Que se reverte num desperdício de dinheiro. E acho que ninguém quer isso. E um pouco como no post que escrevi sobre os carrinhos de bebé (que podem ler aqui), a técnica de escolha é basicamente a mesma.

E verdade seja dita, o marsupio eu como mãe só indico como artigo para comprar num único caso. Se fazem trajectos pequenos, em que não compense o uso de carrinho de passeio. E no caso de andar em transportes públicos em hora de ponta.

Se não está nesta situação, então o marsupio é completamente dispensável. 

A minha experiência... Eu tive um marsupio, que me ofereceram, e conto pelos dedos das mãos as vezes que o usei. Diga-se de passagem que naquela altura andava muito a pé e de transportes públicos. E só me deu jeito, lá está nos dias em que tive de andar de autocarro na hora de ponta. "Saiam-me da frente que hoje sou uma mamã canguru." Se já é difícil nos enfiarmos sozinhas num autocarro apinhado de gente, imaginem com um carrinho de bebé.

Espero que tenha ajudado com este post!